top of page

PARA O NEURÓTICO, O TEMPO É “UMA PARADA!”...

Atualizado: 3 de nov. de 2022

A questão do tempo é sempre complexa, ele é não definido, não é simples. As dimensões do tempo estão em vários níveis colocadas. Seria até menos desgastante se a própria pessoa não fosse tão devedora ou tão cheia de busca de explicações e racionalizações para com o tempo linear. Pois que tempo linear interessa somente aos relógios e aos controladores de voos e de estações ferroviárias.


Aceleração, retardos, estações do ano, tempos de plantio ou de gestação, época de vacas gordas ou de vacas magras, o tempo de espera de um consultório e o nanossegundo de um relógio de quartzo... Nossas vidas no médio, curto ou longo prazo não tem nada a ver com tempo cronometrado.


Muitas vezes, temos experiências que nos fazem viver mil anos. E em outras, experiências que, parece, nos fazem perder milhares. Nada disso é, de fato, cronometrável. Mas fica registrado como uma eternidade, nela mesma, em nós mesmos.


Quem está imerso em um momento amoroso, de paixão, por exemplo, parece que o tempo escorre pelas mãos. Quem está lidando com uma dor espiritual, sabe que o tempo fica; ele não dura, ele fere, e não cicatriza.


Mas quando se sonha, os tempos se cruzam. O inconsciente é atemporal. E eu diria, que o grande problema do neurótico é ser escravizado pelo tempo. Ele quer seguir vivo, e o artifício para ele seguir vivo é, de uma certa maneira, ser temente ao outro, ser subscrito ao outro, de maneira que seu desejo é alugado ao outro, o qual controla o seu relógio, como se o parasse, à revelia.


O neurótico sonha acordado, não com a dissipação da neurose, mas com o eterno despertar... para ela... por ela. Para o neurótico o tempo é como a fotografia de uma pedra jogada em um lago - as cristas e depressões das ondas nos mesmos lugares, estáticas, sendo o seu movimento, oscilante e indo, apenas uma ilusão em êxtase.


Carlos Mario Alvarez


Conheça o conteúdo do curso Neurose Obsessiva

888 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


g.nascimentonunes
g.nascimentonunes
Nov 06, 2022

Gamei, neste trecho: "Muitas vezes, temos experiências que nos fazem viver mil anos. E em outras, experiências que, parece, nos fazem perder milhares...", enfim, como você bem colocou ;)... "o inconsciente é a_temporal...". Cabe a nós, enquanto viajantes do/ no tempo, des_cativar o tempo...


Like
bottom of page